©Copyright by Valedocedro @ 2015 | designed by JD INFO ONLINE

Esses são os 6 edifícios de madeira mais fascinantes do planeta

February 14, 2019

Enquanto a maioria dos arranha-céus ao redor do mundo são construídos em concreto e aço, uma nova geração de torres sustentáveis, construídas em madeira, estão subindo cada vez mais alto.

Entretanto, arquitetos e empreiteiros estão levando o uso da madeira a novos patamares, desenvolvendo construções cada vez mais altas e fascinantes, coisa que no passado era algo impossível e se imaginar.

Nesse artigo, você vai conhecer os 6 edifícios construídos em madeira mais impressionantes do planeta, que provam que além de belos acabamentos, a madeira pode proporcionar ao mundo construções sustentáveis e muito resistentes, transformando espaços urbanos em locais cada vez mais agradáveis.

 

 

1. FORTE LIVING – MELBOURN / AUSTRÁLIA

 

O Forte Living é um prédio de 10 andares feito de madeira, concluído em 2012. Com 32,2 metros de altura, foi o primeiro edifício australiano a ser fabricado em Madeira Laminada Cruzada, mais conhecida como Cross-laminated timber (CLT)

 

No edifício foram usados 759 painéis CLT, pesando um total de 485 toneladas. Toda a madeira usada na fabricação dos painéis CLT, foi cultivada e colhida na Áustria e enviada para a Austrália em 25 contêineres. Também foram usadas 5.500 cantoneiras e 34.550 parafusos na montagem.

 

Este prédio impactou positivamente o meio ambiente, armazenando diretamente 761 toneladas de CO2. Ao considerar a emissão de CO2 que ocorreria se um edifício de concreto e aço equivalente fosse construído, a vantagem aumentaria para 1.451 toneladas de CO2, equivalente a retirar aproximadamente 345 carros da estrada no ano.

 

O arquiteto responsável pela construção foi Andrew Nieland e o a construtora foi Lendlease.

 

 

2. O CUBO – LONDRES / INGLATERRA

 

O edifício custou 10 milhões de Euros e tem uma estrutura híbrida de madeira e aço que sustentam seus 10 andares, com altura total de 33 metros. A construção renderam a construtora Regal Homes, o prêmio de melhor projeto arquitetônico de Londres em 2015.

 

O Cubo foi mais um edifício a abrir caminho para demonstrar o grande potencial de projetos em madeira, que permitem uma construção rápida com reduzido impacto ambiental.

 

Os painéis CLT e elementos da estrutura de aço foram montados fora do local da obra, minimizando o tempo de construção. O prédio foi revestido com cedro vermelho e tijolos pretos, que criaram uma harmonia visual com os prédios vizinhos.

 

 

3. DALSTON LANE – LONDRES /  INGLATERRA
 

A produção de cimento é uma das principais causas de gases de efeito estufa que afetam nosso clima.

 

E na tendência de redução do impacto ambiental causado pela emissão de CO2 , 121 apartamentos foram construídos em Hackney, um distrito de Londres, que oferece 12.500  metros quadrados de área residencial, mais 3.500 metros quadrados de espaço comercial.

 

Foram usados 4.500 metros cúbicos de CLT em 9 dos 10 andares do prédio, que tem 33 metros. O piso de fundação é de concreto e foi entregue em 2016 pela construtora londrina Waugh Thistleton Architects Ltda.

 

 

4. 25 KING STREET – BRISBANE / AUSTRÁLIA

 

O maior edifício construído em madeira da Austrália, foi inaugurado no final de 2018, em Brisbane. O projeto é da construtora Bates Smart, e conta com 9 andares e 45 metros de altura.

 

Ele tem estrutura híbrida de elementos de Madeira Laminada Colada (CML) e CLT, fruto de uma pesquisa da Bates Smart sobre a tecnologia de madeira, projetado para atender às demandas futuras de sustentabilidade.

 

Um dos primeiros no mundo em arquitetura sustentável, o 25 King tem como objetivo a certificação Green Star Design e As Built de 6 estrelas, que usará 67% menos eletricidade e 55% menos água potável, além do objetivo de certificação 2 na WELL Core e Shell.

 

 

5. A ÁRVORE – BERGEN / NORUEGA
 

Com uma área construída de 7.140 metros quadrados, “Treet”, ou “A Árvore”, é um edifício residencial de 14 andares com 52,8 metros de altura, sendo 49 metros em madeira, pois o pavimento da garagem foi construído em concreto. São 62 apartamentos, a maioria com sua própria varanda, além de um terraço no 14º andar.

 

O projeto foi vencedor do prêmio “Årets Trebyggeri 2015”, que aconteceu em março de 2016 na Noruega, e vencedor geral do concurso “Casa pré-fabricada do ano 2016” realizado na Estônia.

 

 

6. TALL WOOD RESIDENCE – VANCOUVER / CANADÁ

 

O Residencial Tall Wood, localizado na Universidade de British Columbia em Vancouver, tem 53 metros de altura e custou US $ 52 milhões. O arranha-céu de 18 andares é uma estrutura híbrida, a fundação e duas colunas de sustentação são de concreto. O piso e as paredes são de placas de CLT, sustentadas por colunas de madeira lamelada.

 

O prédio foi concluído em 2017, tornando-se a torre de madeira maciça mais alta do mundo até o momento, que é a residência de 404 estudantes da Universidade. Este prédio também é famoso pela velocidade que foi construído, foram apenas 66 dias de montagem.

 

 

JAPÃO

 

Para 2020, a empresa japonesa de produtos de madeira Sumitomo Forestry Co, anunciou a construção de uma torre de 70 metros e 70 andares para celebrar seu 350º aniversário em 2041.

 

 

ESTADOS UNIDOS

 

Atualmente, o River Beech Tower  é um empreendimento conceitual acadêmico e profissional. Se construído, ele será o prédio residencial mais alto que qualquer edifício de madeira existente. Com 80 andares, o projeto tem 300 unidades duplex e espaços comuns em vários andares.

 

 

BRASIL
 

Em 2016, o primeiro prédio com tecnologia sustentável Wood Frame foi construído em Araucária, no Paraná.

 

O prédio de 3 andares levou 64 horas para ser montado, e é resultado de uma pesquisa realizada em 2014 pela Tecverde e um grupo técnico formado pelo IPT, IFBQ e outros especialistas em construção Wood Frame.

 

 

Anunciado pelo escritório de arquitetura Triptyque, a cidade de São Paulo deve receber em 2020 um edifício com estrutura feita 100% de madeira certificada. Serão 13 andares, com área construída de 4.700 metros quadrados. A estrutura será em CLT e ficará no bairro Vila Madalena.

 

 

Nos últimos anos, vários projetos de arranha-céus em madeira foram concluídos e muitos foram anunciados em todo o mundo, comprovando o sucesso de tecnologias de construção em madeira e madeira maciça.

 

Segundo um apontamento do IBGE feito em 2018, até 2047 a população brasileira será de 233 milhões de pessoas. Para acompanhar esse ritmo de crescimento e desenvolvimento, é essencial repensar ambientalmente as estruturas tradicionais de aço e concreto, e buscar inovações de alto desempenho e renováveis para atender de forma consciente a demanda vindoura.

 

E você, acredita que a madeira seja o material do futuro? Deixe sua opinião!




 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Esses são os motivos ambientais pelos quais você deve usar Cedro Indiano no seu projeto

April 16, 2019

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social